Notícia

03 Apr 2019

O que esperar da economia em 2019?



QUE  ESPERAR DA ECONOMIA EM 2019? VEJA PERSPECTIVAS DA INDÚSTRIA E RESULTADOS DO SETOR MOVELEIRO

De acordo com o próprio Banco Central, essa é uma projeção feita levando em conta a continuidade da retomada gradual da atividade econômica do país ao longo dos próximos meses. As previsões para agropecuária e indústria em 2019 também são positivas – 2% e 2,9%, respectivamente. Já o setor de comércio e serviços deve crescer 2,1% segundo as projeções. O consumo das famílias deve ter crescimento de 2,5%, enquanto os investimentos devem ter alta de 4,4%.

Já as estimativas para o crescimento das exportações foram revistas, mas seguem positivas – de 6% para 5,7%. A projeção para as importações passou de 5,9% para 6,1% neste último relatório divulgado em dezembro. O BC também acredita que o crescimento do PIB brasileiro em 2018 deve ficar em torno de 1,4%.

A entidade não divulgou dados específicos para cada setor industrial brasileiro. Os últimos números divulgados por entidades do setor moveleiro, porém, apontaram resultados positivos em 2018, o que pode indicar perspectiva otimista para esse setor no próximo ano.

E O SETOR MOVELEIRO?

Em 2018, a indústria de bens duráveis (entre os quais estão os móveis) passou por altos e baixos – sendo os baixos, em geral, ligados ao período de abril e maio, época da paralisação dos caminhoneiros.

Mesmo assim, o cenário seguiu positivo. No acumulado do primeiro semestre do ano, a indústria moveleira teve 5,5% de crescimento em comparação com o mesmo período do ano anterior. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na Pesquisa Mensal da Indústria.

Já em outubro, mês da pesquisa mais recente divulgada pelo IBGE, a alta do setor de bens duráveis foi de 4,4%. A indústria moveleira especificamente cresceu 0,9%.

EXPORTAÇÕES DE MÓVEIS

Outro índice positivo da indústria moveleira é o de exportações. Segundo dados divulgados pela Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimóvel), o crescimento nas vendas externas em novembro de 2018 foi 20,5% maior em comparação com o mesmo mês de 2017.

No acumulado do ano, a variação foi 16,5% positiva. O panorama ainda indica que o principal segmento a se beneficiar foi o de móveis de madeira, que foram os mais exportados. No total, o setor foi responsável por 84,4% das vendas para outros países em novembro. O restante ficou com estofados, móveis de metal e colchões.

Fonte: https://gmad.com.br/madeireira-palowa/post/o-que-esperar-economia-2019-veja-perspectivas-industria-resultados-setor-moveleiro/


voltar à listagem